Em tempos de “empoderamento feminino” nada melhor do que ter uma experiência com um jogo estrelado por uma heroína e pensando nisso trazemos até você essa matéria de “Alisia Dragoon“, título lançado em 1992 pela competente Game Arts (de games como Silpheed, Lunar e Grandia) para o nosso querido Megão!

Apresentando gráficos muito bem feitos, com um visual e feeling de fantasia muito encantador, uma bela trilha sonora, boa jogabilidade e diversão, o jogo segue o gênero de plataforma 2D e lembra outros clássicos protagonizados por mulheres como “El Viento” e a série “Valis”, lançados alguns anos antes no console. Continue conosco e conheça mais sobre este belo game e a “garota-dragão”!

Ela é durona, guerreira e perigosa. Ela é… Alisia Dragoon!

Alisia é a filha de um grande feiticeiro que tempos atrás prendeu o principal vilão, Baldour, em um casulo. Seu pai, por sua vez, foi torturado até a morte pelos seguidores de Baldour enquanto Alisia ainda era criança.

Agora, anos depois, o mundo ainda se recupera dos efeitos devastadores da última visita de Baldour, que se prepara para despertar do seu sono profundo uma vez mais. Desta vez Alisia é uma mulher com habilidades mágicas iguais as de seu pai e capaz de controlar dragões e outras criaturas mágicas. Ela se prepara para derrotar Baldour e seus seguidores e a missão do jogador é ajudá-la nessa jornada.

Lendas e Fantasia na tela do Mega Drive!

“Alisia Dragoon” é um jogo que apresenta visuais belíssimos, tendo como tema central o estilo fantasia. O jogador percorre cenários como florestas sombrias cheia de criaturas pouco amigáveis, templos antigos, pântanos, montanhas, cavernas e até uma espaçonave abandonada, rumo à última fase que é em um castelo nos céus, lugar onde se encontra Baldour e seu braço direito.

Os gráficos possuem uma cor forte e as animações para Alisia e outros personagens se destacam na tela. Para todo esse requinte visual, a Game Arts contou com a ajuda do famoso estúdio de animação japonesa Gainax (de animes como Evangelion, Karekano, Nadia) o que pode explicar os belos cenários e a caracterização e design dos personagens.

Além dos belos design artísticos nos cenários, outra fator que agrada aos olhos é a variedade de inimigos que pipocam na tela. As mais diversas criaturas e monstros aparecem pela frente, todos com um designs criativo e detalhados, sejam os pequenos insetos até os monstros grandões chefes de fase.

Trilha sonora sob medida!

A trilha sonora é outro elemento que merece ser destacado, apresentando temas inspiradíssimos que se encaixam perfeitamente com o tema do game. Já na música de abertura pode-se ouvir a bela melodia em estilo órgão – se você fechar os olhos dá até para imaginar alguém tocando o instrumento. Perfeito.

E não para por aí, já na primeira fase o jogador é embalado por uma música que segue todo o feeling de fantasia da aventura, emulando instrumentos como flautas, órgãos, pianos, tambores e baixo.

As músicas são bem variadas, algumas mais lentas, outras mais frenéticas e algumas até meio épicas, perfeitas para dar atmosfera ao game.

A Game Arts também recebeu ajuda nesse departamento, que foi delegado para uma pequena companhia chamada Mecano Associates, que utilizou com maestria os chips de som do Mega Drive.

Plataforma 2D com um toque a mais!

A jogabilidade de Alisia é bem simples, sendo seu principal meio de ataque o raio de energia que solta pelas mãos. Os raios são teleguiados e vão atrás dos inimigos mais próximos e que possuem energias diferentes, levando mais tempo ou não para serem destruídos. Essa magia possui uma barra de energia, que vai diminuindo enquanto se segura o botão. Quanto mais cheia, mais forte é o ataque. Se o medidor estiver completo, Alisia pode soltar um ataque devastador destruindo tudo na tela (para isso é necessário aguardar alguns segundos sem atacar até encher completamente).

É importante lembrar que não adianta só ficar segurando o botão para atacar, pois a barra de energia ficará vazia e não será mais possível atacar. De tempos em tempos é preciso esperar um tempo para a energia recarregar, deixando Alisia sem defesas, exigindo assim um certo grau de estratégia.

Nossa heroína pode encontrar ainda power-ups para aumentar sua barra de energia e o poder de sua magia (sua energia pode chegar a seis barras e a magia até oito levels).

Os Companheiros de Alisia

Para ajudar em sua caçada por Baldour, Alisia conta com a ajuda de quatro criaturas místicas, que são o grande diferencial no gameplay. São eles: um Dragão que solta chamas; uma Bola de Fogo viva que além de atacar inimigos próximos, funciona como escudo; um Lagarto que solta bumerangues e finalmente o mais poderoso, o Dragão que solta um raio destruindo tudo na tela (porém é o que tem o ataque mais lento).

Cada um deles possui sua barra de energia e de poder, ou seja, se não tomar conta bem deles, vão acabar morrendo e te deixando na mão. Mas se isso acontecer, é possível ressuscitar o bichinho através de um item encontrado pelas fases.

Como Alisia, eles também possuem power-ups para deixa-los mais fortes e com mais energia. Quanto maior o level deles (no máximo três), mais forte são os seus ataques. Só é possível escolher um deles, podendo mudar a qualquer momento do jogo, dependendo da situação em que se encontra (todos eles são úteis em determinadas fases). Porém quando escolhido, o jogador não tem controle sobre ele, que age independentemente.

Algumas dicas: se Alisia estiver com a energia baixa, use o monstro que é uma bola de fogo, ele servirá de escudo contra os ataques inimigos até que você possa encontrar mais energia; Os bumerangues do lagarto são teleguiados e podem ajudar em uma situação com inimigos de difícil acesso; O Dragão que solta um raio de luz é o mais forte, indicado para situações quando a tela estiver cheia de inimigos – mas fique esperto pois depois de um ataque, ele demora um pouco para lançar outro raio, nesse tempo é bom trocar de bicho novamente ao invés de ficar esperando.

As fases são longas e é recomendado que sejam bem exploradas a procura de passagens secretas e itens escondidos. Algumas áreas inclusive possuem caminhos alternativos até o chefão. Paredes falsas ou que podem ser destruídas são normais, as vezes um simples pulo pode revelar uma plataforma invisível ou escondida.

Uma aventura imperdível!

“Alisia Dragoon” é um game que se destaca por seu alto grau de qualidade que vai desde seus cenários até o design artístico dos inimigos e uma trilha sonora maravilhosa. Jogabilidade sólida e diversão garantidas aguardam os jogadores que se aventurarem no jogo da Garota-Dragão!

  • Reinaldo

    Pena que a maravilhosa arte da capa japonesa deu lugar a essa arte canastrona da capa ocidental, que parece ter saído do universo que mistura Conan com Catuaba Selvagem.

    • RedVenger

      era exatamente oq eu ia falar, parece capa de Catuaba kkkkk

  • And

    AMO esse jogo! Bem que podiam relançar uma versão 2D HD para os consoles atuais!