Categoria

Mega Drive

Categoria

Férias Frustradas do Pica-Pau: Speedrunner zera o jogo em 13 minutos!

O canal do YouTube “Games Done Quick” liberou um vídeo onde o jogador identificado como GarbiTheGlitcheress zerou o jogo “Férias Frustradas do Pica-Pau” em tempo recorde: 13 minutos e 20 segundos. O jogo é uma produção 100% nacional da Tectoy, lançado originalmente em 1996 para o Mega Drive e Master System, tendo como protagonista o famoso pássaro encrenqueiro, que é bastante popular no Brasil. https://www.youtube.com/watch?v=wZttHneR9aI&fbclid=IwAR2t5G9753ENMWW0pUpzpKbHVhN8dRoCORVTbp_GEmro9qzH0XbKLWW7zEc O speedrun, termo usado para a prática de finalizar um determinado jogo no menor tempo possível, foi gravado usando a versão de Mega Drive durante o Awesome Games Done Quick 2019, que realiza maratona de games para levantar fundos para investir na fundação de prevenção ao câncer. A pergunta que fica é: você consegue superar este recorde? Se sim, deixe aqui sua melhor posição nos comentários!

Donald em Maui Mallard – criatividade e carisma em um dos games mais “dark” da Disney

Donald em Maui Mallard é um dos últimos jogos lançados pela Disney para o Mega Drive e o segundo protagonizado exclusivamente pelo personagem, sendo o primeiro o Quackshot. Chegando em 1995 apenas na Europa e ao Brasil, o game foi lançado também para outros consoles contemporâneos, mas curiosamente, omitindo o “Donald” e sendo chamado apenas de “Maui Mallard”. DONALD? NÃO! MAUI MALLARD https://www.youtube.com/watch?v=ieKyunsYxLQ Maui Mallard é um detetive que está visitando uma ilha tropical quando o misterioso espírito guardião da ilha, Shabuhm Shabuhm, desaparece. Segundo os nativos, caso ele não seja recuperado e colocado em seu local de origem, toda a ilha vai explodir. Desse modo, Maui começa a investigar o caso e acaba se deparando com uma mansão mal-assombrada. Essa é a desculpa para aventura de Maui, que vai se aventurar em diversas fases para descobrir quem sequestrou o Shabuhm Shabuhm. IGUAL, MAS DIFERENTE O game utiliza o tradicional…

Mortal Kombat 3/Ultimate – Evolução ou downgrade?

Lançado em abril de 1995, o Mortal Kombat 3 veio para dar mais uma “repaginada” na série. Desta vez foram incluídos os combos, algo elogiado em jogos de luta contemporâneos como Street Fighter, um botão para corrida e a ambientação “aposta” em um estilo mais moderno e contemporâneo, diferente do estilo oriental presente nos anteriores. Mesmo rendendo sucesso comercial, o jogo foi criticado pela omissão de personagens icônicos como Scorpion e Kitana, levando os desenvolvedores a lançarem uma atualização, o Ultimate Mortal Kombat 3, apenas sete meses depois, com muito mais conteúdo. Quanto a este último, Ed Boon diz que, nos arcades, este é seu título favorito. Não deixe de conferir nossos artigos referentes ao Mortal Kombat I e Mortal Kombat II. O PREÇO DA INOVAÇÃO? https://www.youtube.com/watch?v=RSDqSjTO9fs Em um primeiro momento, a ideia era que a versão de arcade utilizasse gráficos em 3D, algo que veio a se materializar apenas…

Vixen 357, RPG tático do Mega Drive, será lançado no ocidente pela 1ª vez

Em 2016 o game “Vixen 357”, um RPG tático lançado pela produtora Masaya apenas no Japão em 1992, recebeu uma tradução em inglês feita por fãs, e agora o estúdio indie Super Fighter Team, especializado em lançamentos retrôs, anunciou que lançará o game no ocidente pela primeira vez. “Eu descobri Vixen 357 porque a comunidade Sega Mega Drive sempre tem ótimas coisas a dizer sobre o original japonês, dando-lhe notas altas e elogios”, diz Brandon Cobb, do Super Fighter Team, em entrevista recente. “O que eu encontrei foi um elenco charmoso de personagens, uma trilha sonora deliciosa e uma história que eu poderia me envolver. Quanto mais cenários eu jogava, mais eu pensava que talvez eu não devesse ter ignorado os RPGs de estratégia todos esses anos, a favor dos títulos mais tradicionais. Como minha mentalidade sobre o gênero mudou depois de uma experiência com Vixen 357, eu sabia que…

Mortal Kombat II – O melhor da série?

Seguindo nossa maratona de posts sobre Mortal Kombat, o segundo capítulo é considerado o grande responsável pela projeção a nível mundial da série, tendo sucesso comercial e de crítica muito acima do esperado, além de levar diversos prêmios desde seu lançamento. Lançado em abril de 1993, o sucesso foi tanto que muitos logistas instalavam painéis de segurança nos arcades pra prevenir que ladrões roubassem a placa-mãe e levassem para casa. Evidentemente, o sucesso se repetiu nos consoles caseiros e isso inclui os videogames da SEGA. EVOLUÇÃO “DRÁSTICA” LEVA AO ESTRELATO https://youtu.be/BC2skHBwNSM A ideia do programador chefe, Ed Boon, era que o Mortal Kombat II fosse diferente do jogo original, incluindo também todas as ideias pensadas para o primeiro, porém não implementadas devido a falta de tempo. Além disso, ele veio para ser um jogo muito mais completo em todos os sentidos: se no primeiro eram sete personagens, agora seriam doze. …

Sparkster – As aventuras do simpático gambá continuam!

“Rocket Knight Adventures” é um dos melhores jogos de plataforma 2D da geração 16 Bits, vindo da explosão dos “jogos de mascotes e bichinhos fofos” que começou com o sucesso avassalador de “Sonic The Hedgehog”. Produzido pela Konami exclusivamente para o Mega Drive em 1993 (a primeira propriedade intelectual dela para a Sega), a produtora entregou um game com excelentes gráficos, trilha sonora, jogabilidade e um desafio sob medida. E tinha até uma história muito legal para um game desse gênero! E não demorou muito para que a sua sequência fosse lançada, e assim em 1994 chegava ao mercado “Sparkster: Rocket Knight Adventures 2”, em duas versões diferentes, uma para o Mega Drive e outra para o Super Nintendo. LUTANDO CONTRA UM EXÉRCITO DE LAGARTOS Como já era tradição da Konami, ao lançar o mesmo game nas duas plataformas ela os fazia bem diferentes um do outro, aproveitando o hardware de…

Mortal Kombat – Violência e polêmica marcam primeiro jogo da série

Dispensando apresentações, o primeiro Mortal Kombat ficou famoso em seus primórdios por utilizar atores digitalizados para representar os personagens que, somado ao alto nível de violência, acabou gerando polêmica. Isso porque, na época, videogame era considerado pelos adultos uma espécie de brinquedo focado nas crianças e não uma mídia interativa como é vista hoje em dia. Por isso, um jogo onde saía sangue, “cabeça explodindo” e personagens sendo decepados era algo que muita gente acabava “torcendo o nariz”. Este game, aliado ao também polêmico Night Trap lançado para o SEGA CD, levaram a criação do órgão classificador ESBR, que indicava qual faixa etária era adequada para tal jogo. Era o “primeiro passo” para que os games deixassem de ser apenas “coisa de criança”. UM POUCO DE HISTÓRIA https://youtu.be/ilJPjcPVA_U O jogo original, produzido pela Midway ,teve seu desenvolvimento iniciado em 1991 com apenas quatro pessoas: Ed Boon na programação, John Tobias…

Em Dose Tripla! Golden Axe Classics chega ao Sega Forever!

Seguindo os passos do pacote “Shining Force Classics”, o serviço para mobiles Sega Forever acaba de lançar outra coletânea que reúne três clássicos do Mega Drive: “Golden Axe Classics”. “Prepare-se para usar seu machado, espada e jarros mágicos para destruir diversos tipos de inimigos pela terra de Yuria. Você é capaz de vencer Death Adder, Dark Guld e Damned Hellstrike com um único movimento de sua mão?”, diz a descrição oficial sobre o pacote que reúne os três capítulos 16-bits da famosa série medieval da empresa. Confira abaixo as sinopses de cada game: Golden Axe É uma era de magia fascinante, dragões cuspidores de fogo e esqueletos de armadura! Lute montado nas costas de uma tartaruga gigante! Batalhe das asas de uma águia encantada! Elimine e cavalgue em monstros que cospem fogo rumo à vitória! Golden Axe II Extermine as forças do mal nesta sequência intensa de Golden Axe. Enfrente o…

Thunder Force III – A saga espacial continua no Mega Drive!

O clássico “Thunder Force II” foi um dos títulos de lançamento do Mega Drive nos Estados Unidos, já apresentando algumas características que marcariam a série no futuro. Foi em 1990 que o terceiro capítulo chegou ao Mega Drive, utilizando muito bem suas capacidades gráficas e sonoras, entregando um título acima da média para o padrão dos jogos da época. O sucesso foi tanto que a Tecnosoft, desenvolvedora do game, fez uma versão para os arcades chamada “Thunder Force AC” – que por sua vez foi transportado para o SNES como “Thunder Spirits”, porém com vários slowdowns e trilha sonora inferior. CONTINUANDO A SAGA ESPACIAL Neste terceiro capítulo já se passaram mais de 100 anos desde que explodiu a guerra entre o terrível Império ORN e a Federação Galáctica, passando por vários setores da galáxia (e contadas nos dois games anteriores). Aparentemente, apesar de suas vitórias até agora, a Federação Galáctica…

Zumbis são mais legais em 16 bits! Confira a incrível versão de “Resident Evil” para o Mega Drive!

Se você acompanha o Blog Tectoy já deve ter conferido aqui que um grupo de fãs russo chamado PSCD Games está desenvolvendo uma versão do clássico Resident Evil para o Mega Drive, chamada “Bio Evil”. Recentemente eles postaram um novo vídeo no YouTube mostrando o progresso na criação do game, e o trabalho dos caras está simplesmente incrível, revelando uma grande evolução em relação aos vídeos divulgados no ano passado. Como podemos ver no vídeo, novas áreas e animações foram incluídas, com Jill Valentine explorando a famosa mansão dos horrores. Quem jogou o game original, vai perceber que o mapa foi fielmente retratado, com uma grande quantidade de detalhes, para os gráficos isométricos do Mega Drive. Infelizmente o jogo ainda não tem previsão de lançamento e deve demorar para sair, mas pelo jeito a espera vai valer a pena! Confira abaixo o vídeo divulgado: https://www.youtube.com/watch?v=rp2DuYi3NkE