Em 20 de setembro de 1999 chegava oficialmente ao Brasil (com direito a uma festa de lançamento na casa de shows Tom Brasil em São Paulo) o Dreamcast, o idolatrado último console fabricado pela Sega, que saiu de produção prematuramente em janeiro de 2001.

Mas mesmo 18 anos depois, o console ainda tem um grande e fiel número de fãs. O Dreamcast foi uma tentativa da Sega de reconquistar o mercado de consoles caseiros, trazendo várias novidades para a época: ganhou vários jogos inovadores e era o primeiro videogame a incluir um modem e um suporte para jogos online, além, claro, de ter um hardware superior a tudo o que havia naquela estação de videogames, desenvolvido com o objetivo de superar o Sony PlayStation e o Nintendo 64. E assim o DC veio ao mundo, 15 meses antes do Playstation 2, e dois anos antes do GameCube e do Xbox.

E apesar do seu fim prematuro, uma coisa é certa: o poderoso videogame estava muito à frente do seu tempo e marcou uma geração de gamers na entrada do século XXI!

Para comemorar essa data especial, o Blog Tectoy traz para vocês uma lista de jogos marcantes do Dreamcast, confira!

Shenmue 1 e 2

Idealizado pelo lendário Yu Suzuki, Shenmue foi lançado em 2000 no ocidente e pode ser definido com as palavras “revolucionário” e “ousado”. Uma das maiores obra-primas dos videogames, seguindo o estilo RPG-ação, ou como ineditamente batizado FREE (Full Reactive Eyes Entertainment), que oferece ao jogador um nível de interatividade com cenários e personagens inigualável naquela época, bem como um sistema inovador que simula as condições do clima em tempo real e NPCs com falas diferentes dependendo do dia, foi também o pioneiro nos hoje famosos Quick Time Events, entre vários outras coisas.

Se o primeiro game já é revolucionário, o segundo chegou para sacramentar o potencial que o Dreamcast podia oferecer, apresentando visuais fantásticos. Foi um dos jogos de produção mais cara de todos os tempos, com um custo em torno de US$ 70 milhões para os dois jogos. Claro que toda essa grana investida não teve o retorno esperado por causa do insucesso do Dreamcast, e a saga que devia ser em três games, teve apenas dois lançados. No entanto, como muitos já sabem “Shenmue 3” está atualmente em desenvolvimento, após uma bem sucedida campanha no site de financiamento coletivo Kickstarter, com lançamento previsto para o segundo semestre de 2018.

Sonic Adventure 1 e 2

Depois dos games clássicos do ouriço no Mega Drive, sem dúvidas os dois Adventures são aventuras dignas do célebre mascote da Sega. Cenários 3D coloridos e totalmente exploráveis, sensação de velocidade incríveis, uma história bacana com os personagens sendo dublados pela primeira vez (além de contar com novos e estilizados designs para o século XXI), marcam os dois games numa das experiências mais marcantes do seu tempo. Os dois títulos tiveram versões HD lançadas no PS3 e X360.

Jet Set Radio

JSR é um dos precursores do uso da técnica “cel-shading“, que dá aos gráficos poligonais o aspecto de um desenho animado, que para a época, era uma grande novidade. Mas não apenas isso, JSR é extremamente original e esbanja criatividade, onde você controla uma gangue de grafiteiros com a missão de fazer do mundo um lugar mais colorido e alegre, com o poder da arte de rua, rendendo horas de diversão. Há versão HD para PS3, X360 e PC.

Crazy Taxi 1 e 2

Outro título que esbanja criatividade, com uma diversão arcade sem compromissos. Você é um taxista que deve levar pessoas das mais diversas personalidades para os lugares mais malucos da cidade, no menor tempo possível e realizando manobras e feitos escandalosos para agradar os fregueses. Tudo isso ao som de The Offspring, que embala as malucas corridas e deixa tudo ainda mais divertido. Também recebeu uma versão HD.

Ikaruga

Como já é tradição nos consoles da Sega, o Dreamcast possui uma biblioteca de games de navinha bem generosa, e um dos mais venerados é Ikaruga, com visuais e efeitos maravilhosos e um nível de desafio estimulante. Produzido pela Treasure (a mesma do clássico Gunstar Heroes) e lançado em 2001 para arcades, ele é uma sequência espiritual do também ótimo Radiant Silvergun (Arcade, Saturn e XBLA) e ganhou versões para GameCube, XBLA e Android. Um jogo que marcou a geração shooter para sempre.

Skies of Arcadia

Skies of Arcadia é uma excelente opção para os fãs de RPG, desenvolvido pela divisão Overworks da Sega. Ele se destaca pelos seus visuais estilosos e uma história que envolvia piratas e barcos que voam. Além disso, oferece uma ambientação bem mais leve e tranquila de se jogar do que outros RPGs com temáticas mais “pesadas”, influenciados principalmente pelo sucesso fenomenal de “Final Fantasy VII”.

Phantasy Star Online

A marca Phantasy Star já era bem conhecida e famosa, graças aos jogos do Master System e Mega Drive, mas PSO é um verdadeiro marco na história da Sega, pois foi o principal responsável em levar os donos de DC para jogatinas online na internet, algo completamente novo e empolgante na época. Produzido pela Sonic Team, o jogo foi aclamado pela crítica e marcou toda uma geração de gamers.

Grandia II

Mais um RPG de respeito, desenvolvido pela saudosa Game Arts (da série Lunar Silver Star Story), a série Grandia marcava pelo seu estilo anime e o RPG tradicional, mas com ambientes em 3D de alta qualidade. O jogo também chamava a atenção pela trilha sonora composta pelo aclamado compositor Noriyki Iwadare. Um clássico do oldschool RPGs.

Resident Evil Code Veronica

Um dos preferidos dos fãs da famosa série de survival horror da Capcom e foi o primeiro da série a ser desenvolvido para um sistema 128 bits e a utilizar princípios tridimensionais e ambientes poligonais, ao invés dos cenários de fundo pré-renderizados e estáticos. Além disso, apresenta uma excelente história, trilha sonora e animações muito bem trabalhadas.

Soul Calibur

Soul Calibur é uma verdadeira obra de arte no DC, um título obrigatório para os donos do aparelho. Além dos jogos de navinha, um gênero em que o DC se destaca é nos jogos de luta, um verdadeiro paraíso para os entusiastas dos fighting games, tanto em 2D como em 3D. São tantas ótimas opções que seria um crime não citá-las: Marvel vs Capcom 1 e 2, Capcom vs SNK 2, Street Fighter III 3rd Strike, Guilty Gear X, Dead or Alive 2, Virtua Fighter 3, Power Stone 1 e 2, Street Fighter Alpha 3, entre vários outros.

  • Flavio Lima

    E eu só consegui comprar o meu 2 anos depois… bons tempos….

  • Thiago Olimpio de Oliveira

    uma coisa maravilhosa até essa epoca q hoje não existe mais é a liberdade criativa que se tinha para criar jogos, vc encontra cada jogo “diferentão” que hoje em dia é quase impossivel de se fazer devido aos custos que é criar um game.

  • Vinícius Guzzon

    Eu só consegui comprar o meu depois que parou de fabricar, mesmo assim, jogo até hoje.