Muitos dizem por aí que videogame é coisa de criança e de pessoas que amam ficar horas na frente da televisão sem fazer nada. Com os seus olhos fixos na TV de tubo e modestos movimentos apenas em seus dedos, muitos gamers são chamados de verdadeiros “couch potatoes”, ou no bom e velho português, preguiçosos.

Destes muitos críticos, poucos sabem que os criadores de videogames sempre tentaram elevar o conceito dos seus consoles, indo além das capacidades para as quais eles foram projetados inicialmente e, com o Mega Drive, não foi muito diferente. O console já havia sido originalmente concebido para receber expansões em forma de acessórios. Todos eles, pelo menos os oficiais da SEGA, foram lançados pela Tec Toy em nosso país.

Acessa jogos online, fazia pipoca e muito mais!
Acessava jogos online, fazia pipoca e muito mais!

Concebido inicialmente para ser um arcade em casa, o console de 16 bits da SEGA teve ótimas conversões da empresa, assim como de produtoras independentes (third parties) e acessórios que possibilitavam uma jogatina mais precisa, como, por exemplo, o controle estilo arcade, com alavanca e tudo, lançado pela SEGA.

No Japão, Estados Unidos, Europa e Brasil, de forma diferenciada, o console tinha acesso a serviços online. Com o título conhecido como Art Alive, por exemplo, o jogador poderia virar um artista usando comandos eletrônicos de desenhar; em Jogos de Verão (California Games), o gamer se aventurava nas mais diversas modalidades esportivas, mas ainda usando somente o controle.

Pensando em expandir as funcionalidades do console, foi lançada em 1993 nos EUA por US$ 299 uma versão extremamente rara do videogame conhecida apenas como HeartBeat Personal Trainer, com uma versão mais avançada saindo no ano seguinte.

Com este Mega Drive, a desculpa de ficar parado no sofá não tem vez!
Com este Mega Drive, a desculpa de ficar parado no sofá não tem vez!

Sendo um console extremamente raro, suas informações são bem escassas, já que foram vendidas apenas 1000 unidades. O sistema vinha com o título Outback Joey, outra raridade no universo dos colecionadores.

O HeartBeat Personal Trainer era completamente compatível com quaisquer jogos que rodassem no Sega Genesis (Mega Drive americano), sendo que os seus acessórios e programas de exercícios só poderiam ser usados nele.

Confira um vídeo dele em funcionamento:

Um sensor poderia ser conectado ao HeartBeat, que era utilizado para monitorar os batimentos cardíacos do usuário, os quais controlavam a velocidade do Joey, o personagem do jogo. O objetivo do jogador era manter os batimentos constantes para que o controle do personagem fosse feito sem maiores problemas. Uma forma bem interessante de interação entre jogador e jogo.

Havia planos futuros para que jogos como NHLPA Hockey ’93, Outlander, PGA Tour Golf e Earthworm Jim viessem a utilizar estas características únicas de jogabilidade deste console.

Seguem algumas imagens dos acessórios exclusivos do HeartBeat, assim como a sua caixa:

ojhpt_2

ojhpt_1

ojhpt_us_box_frontojhpt_us_box_back

E você, conhecia esta versão do Mega Drive?

  • Tony Horo

    Por que caralhos ele tinha um revestimento de CAMURÇA?

  • gameologos

    Que treco feio.

  • Rubens Mateus Padoveze

    Não mas achei muito doido, foi uma geração com a cabeça nos dias de hoje mas sem tecnologia para fazer funcionar o que imaginavam