Kid Chameleon

Kid chameleon
A eterna rivalidade

Uma das grandes verdades sobre os videogames é que quando se fala de jogos de plataforma, os dois grandes exemplos que vem na mente de vários jogadores ao redor do mundo são o Mario e o Sonic, estes com os títulos consagrados nas plataformas Nintendo e SEGA.

Houve, no entanto, vários outros títulos que, mediante o sucesso destes dois, tiveram maior ou menor visibilidade no mercado gamer, vários saindo por estas duas empresas, outros tantos sendo criados pelas Third Parties que davam apoio essencial para a gigante azul e a gigante vermelha.

E iremos falar aqui num daqueles que ganhou um bom destaque na mídia internacional e nacional que foi o Kid Chameleon.

Tudo tem um começo

Kid Chameleon
Cuidado com o Kid!

O seu personagem é “Kid”, um carinha sem papas na língua e que encara qualquer desafio. Vestindo uma jaqueta de couro, ele é considerado o mais invocado garoto da cidade. Ele tem tanta atitude que possa boa parte do seu tempo jogando fliperama.

Então, um dia, um novo fliperama chega na cidade. Chamado de Wild Side, ele é considerado por muitos o jogo mais difícil de todos os tempos. A máquina em questão empregava a tecnologia de holografia e todos que entravam nela pareciam ficar presos lá para sempre.

Por algum motivo desconhecido, “Kid” ao ver tal situação resolve encarar os desafios do Wild Side e adentra no mundo virtual para acabar de vez com o jogo. Lá dentro ele descobre que pode usar os poderes daquele jogo ao seu favor e, assim, se tornando o Kid Chameleon.

Grandes Poderes, Habilidades muito loucas

Apesar do jogo ter todas as características que tornam os títulos baseados em plataforma quase como uma cópia do Super Mario, este tinha algumas boas peculiaridades que o diferenciava dos mais títulos.

A primeira grande peculiaridade deste jogo se dava nos cristais, diferente das moedas do bigodudo ou as argolas do porco-espinho, que conferiam, de maneira geral, pontos e vidas, os cristais que Kid coleta ao longo do jogo servem para os power-ups que cada máscara poderia dispor ao jogador, o que tornava o jogo mais estratégico que o normal.

A segunda é o caso das máscaras. Estas davam habilidades especiais para que o jogador pudesse passar de um nível de uma maneira mais fácil ou mais difícil. No total eram nove as máscaras que poderiam ser usadas.

  • Berzeker

Habilidade especial:

Correndo para qualquer lado da tela, os seus chifres podem matar inimigos, destruir rocha e pedras de gelo e empurrar blocos de aço.

Poderes cristalinos:

– Com 20 cristais deixa o jogador com invencibilidade de nove segundos;

– Com 50 cristais, um muro de cristais é criado matando tudo que se tem na tela;

  • Cyclone

Habilidade especial:

Ele pode voar o tempo que for usando o botão de especial;

Poderes cristalinos:

– Com 20 cristais, cria-se uma chuva de diamante, onde o toque do mesmo pode matar qualquer coisa que estiver na tela;

– Com 50 cristais, cria-se uma chuva de cristal teleguiada, funciona como a anterior, só que os cristais agora caçam os inimigos.

  • Eyeclops

Habilidade especial:

Com sua arma de raios revela blocos escondidos na tela do jogo;

Poderes Cristalinos:

– Dispara um raio da morte que gasta dois cristais por tiro.

  • Iron Knight

Habilidade especial:

Assim como o Homem-Aranha pode escalar paredes e também, ao pular em cima de blocos de rocha e gelo pode quebra-los;

Poderes cristalinos:

– Com 20 cristais ele cria um escudo destes ao seu redor;

– Com 50 cristais ele recebe uma energia extra;

  • Juggernaut

Habilidade especial:

Atira bombas de caveiras nos inimigos;

Habilidades cristalinas:

– Tiros de quíntupla direção, atira cinco cristais que matam o que tiver na tela;

  • Maniaxe

Habilidade especial:

Atira machados;

Habilidades cristalinas:

– Com 20 cristais cria um escudo destes ao seu redor;

– Com 50 cristais ganha uma vida extra.

  • Micromax

Habilidade especial:

Consegue pregar e pular nas paredes;

Habilidades cristalinas:

– Com 20 cristais cria-se uma pequena cobra cristalina que procura e mata os inimigos;

– Com 50 cristais cria-se uma versão mais rápida da cobra cristalina.

  • Red Stealth

Habilidades especiais:

Pode atacar com a espada e pode destruir blocos de rocha e gelo com ataques verticais, além de ter o pulo mais alto do jogo;

Habilidades cristalinas:

– Com 20 cristais os inimigos se movem mais devagar;

– Com 50 cristais uma cobra é cristal é criada;

  • Skycutter

Habilidade especial:

Distorção gravitacional que permite o skate ficar de cabeça para baixo.

Habilidades cristalinas:

– Com 20 cristais pode ficar invencível;

– Com 50 cristais cria-se uma cobra cristalina que procura e mata os inimigos.

Com todas estas máscaras não é difícil perceber porque o título em si é chamado de Kid Chamaleon. A grande questão do mesmo é a escolha da máscara certa para cada nível ou, até mesmo, não usar qualquer uma destas quando as suas habilidades não ajudam o jogador, dando uma maior liberdade de escolha ao jogador.

Habilidades Acrobáticas

Kid Chameleon é um verdadeiro filhote do seu tempo, por quanto que se faz necessário seguir os passos de ir da esquerda para direita e chegar no fim da fase, o mesmo pode trazer alguns problemas para com aqueles que estão acostumados com este tipo de esquema de design.

A grande maioria dos níveis seguem esta esquemática, mas alguns outros tantos podem ir mais além, onde a bandeira do final da fase pode estar no meio da mesma ou é necessário pegar vários teletransportes para se chegar no verdadeiro objetivo do nível em questão e, para tanto, o jogo precisa de um controle responsivo.

E, neste quesito, Kid Chameleon trabalha bem, dando a segurança devida para que o jogador não se embane com comandos de difícil execução. São três botões de ação, pular, correr e ataque especial quando a máscara permite. O uso dos poderes cristalinos é facilmente feito com o botão de corrida mais o Start e pronto, a jogabilidade está ao alcance de todos no título.

Estas paisagens virtuais

O título pode não ser chamado o mais bonito do Mega Drive, mas tanto a parte gráfica das fases, como o próprio level design, permitem que os jogadores saibam dizer que este jogo é do Mega Drive.

Hill’s Have Eyes, uma das fases do jogo.

Alguns níveis podem parecer confusos ou, até mesmo, desinteressantes, mais pelo fato de não precisar de muita exploração, mas outros níveis o jogador vai precisar utilizar de toda a sua perícia para que possa continuar no jogo.

Mas podemos dar o devido destaque ao design das máscaras e do estilo de roupa que o Kid se transmuta ao utilizá-las, bem a par com o que o jogo oferece.

A música virtual que agrada

Um dos pontos fortes do jogo é a sua trilha sonora, que fora bem programada para utilizar o Yamaha 2612. Pena que existe um pecado mortal nisto que é a repetição das mesmas muitas vezes. Se bem que levando em consideração que o jogo tem 103 níveis com cerca de 1850 telas é compreensível a repetição das mesmas.

Ainda assim, estas duas trilhas sonoras que aparecem em Kid Chameleon a seguir dão aquele pique a mais na hora da jogatina.

Esta é a trilha da abertura e das fases de gelo.

Esta é a trilha das fases da muralha da morte.

E o jogo é difícil?

De forma alguma, o grande problema do título não é a sua dificuldade e sim o tamanho dele. Como dito acima, ele tem cerca de 103 níveis espalhados em 1850 telas. Sem um sistema de password ou bateria interna, torna o jogo longamente cansativo.

Ainda assim, Kid Chameleon é um daqueles jogos criados para o Mega Drive que merecem aquela conferida.

Fontes: KidChameleonWiki

  • csfeijo

    E infelizmente o final deixa muito a desejar. ..