Lançado em 1994, “Mega Man: The Willy Wars” marcava a estreia do famoso robozinho azul da Capcom em um console da Sega, trazendo versões remasterizadas dos três primeiros jogos do Nintendinho 8 Bits (lançados originalmente em 1987, 1988 e 1990) para o nosso querido Megão!

O jogo foi lançado em mídia física apenas no Japão (chegou nos EUA via Sega Channel) e em alguns países da Europa, o que o torna um item de colecionador bastante cobiçado para os fãs brasileiros.

o jogo em sua versão japonesa completa “Rockman: Mega World”

Revisitando o passado!

Apesar de ser uma coletânea, o game conta com uma pequena narrativa inédita: cansado de ser derrotado, o malvado Dr. Wily volta no tempo em seus três primeiros encontros com Mega Man, na tentativa de agora derrotar o herói robótico. Assim, o jogador assume novamente o controle do nosso protagonista com a missão de impedir os planos de dominação do mundo do vilão.

O que temos então é uma releitura fiel dos jogos originais em termos de mecânica/jogabilidade (com algumas leves alterações) e estrutura/design dos cenários, mas com gráficos e sons mais aprimorados, utilizando os recursos que o 16 Bits da Sega oferece.

E o resultado disso, apesar de não aproveitar todo o potencial que o Mega Drive oferecia (na época já havia games para o console mais aprimorados),  são cenários mais elaborados (principalmente as telas de fundo) e personagens um pouco maiores e mais detalhados na tela.

Após completar de reviver suas aventuras passadas e derrotar o conjunto de robôs poderosos enviados por Wily, o  jogador é presenteado com uma área extra com inimigos e cenários inéditos, chamada The Wily Tower – a grande cereja no topo desse bolo-coletânea.

jogos clássicos refeitos no Megão!

Aventura Bônus!

Apesar de possuir uma aventura menor em relação aos títulos anteriores – possui apenas três chefões, guardiões da Torre, que foram inspirados em personagens do romance chinês “Jornada ao Oeste” – as fases são bem extensas e desafiadoras, aumentando o gameplay em uns bons 30 ou 40 minutos.

os três chefões exclusivos da The Wily Tower

Passando esses três guardiões, há ainda mais três chefões dentro da fortaleza de Wily, para só então Mega Man poder enfrentar o cientista maluco pela última vez. Para esta aventura bônus, o jogador pode escolher oito das 22 armas que adquiriu em Mega Man 1, 2 e 3, assim como três dos sete itens de transporte.

e mais três chefes aguardam Mega Man antes do confronto final com o Dr. Wily!

Terminar todos os “três jogos e meio” levará umas boas horas de jogatina, principalmente se você for novato na série – prepare-se para uma alta dose de desafios! Para ajudá-lo nesta empreitada, outra novidade muito bem-vinda é a possibilidade de se salvar o progresso do jogo, sem precisar de passwords como nos originais.

The Wily Tower têm fases exclusivas bem feitas, como essas da imagem

Coletânea que vale a pena!

Mega Man: The Wily Wars” é uma grande coletânea que infelizmente chegou em um momento tardio no Mega Drive, que aliado a uma péssima campanha de divulgação/lançamento, acabou caindo na obscuridade na época em que foi lançado. Ainda assim, é um jogo que merece estar na estante de fãs do icônico robozinho da Capcom, ou dos bons e desafiadores jogos de plataforma 2D, que certamente despertará a nostalgia e emoções fortes de gamers veteranos da geração 8/16 Bits!

  • Tiago TS

    Relança ele, Tec Toy! Rs

  • Lene Chaves

    Quando eu era criança, lembro que um amigo meu tinha esse cartucho. Eu achava estranho, porque, até onde eu sabia, Megaman era só pra Nintendo e Super Nintendo. O cara tinha uma raridade e eu nem sabia. Hehehe! Essa releitura do Megaman ficou fantástica. Tectoy, vocês deveriam tentar lançar esse jogo, assim como os outros mencionados aqui no blog!

  • Eder Arruda de Oliveira

    Existe alguma possibilidade de relançamento?

  • Renato Batista

    Queria que a tectoy relançasse, mas é apenas um sonho…

  • danielgfm

    A Tectoy não pode relançar jogos que não são da SEGA e, ainda assim, são poucos que a mesma pode lançar.