Lançado em 5 de julho de 1996 para o Saturn (portanto completando 22 anos hoje!), “Nights into Dreams…” marcou os fãs da Sega como o primeiro jogo da Sonic Team que não era estrelado pelo ouriço azul, trazendo novamente a dupla Yuji Naka como produtor e líder de programação e Naoto Oshima como diretor e designer de personagens (ambos criadores de Sonic).

Na história, os jogadores assumem o papel de Claris ou Elliot, duas crianças que vivem na cidade de Twin Seeds. Em seus sonhos, eles entram no mundo de Nightopia, onde todos os sonhos humanos são realizados.

O problema é que uma criatura maligna conhecida como Wizeman está reunindo poder para assumir o controle de Nightopia e eventualmente o mundo real. Para isso ele criou numerosas criaturas chamadas “Nightmaren”, incluindo dois seres acrobatas capazes de voar chamados NiGHTS e Reala.

obs: imagem da versão PS3

NiGHTS acaba se rebelando contra os planos de Wizeman, e é punido sendo aprisionado. Agora um habitante de Nightopia suplica pela ajuda de Elliot e Claris, que precisarão da ajuda do misterioso ser para impedir os planos de Wizeman e restaurar a paz no mundos sonhos.

Apesar da narrativa meio embolada, quando foi lançado o game se destacou pelo seu estilo diferentão, que mistura elementos de plataforma e a habilidade de voar do protagonista, ponto central do gameplay – apesar de seguir cursos pré-definidos e não poder voar livremente.

Outro elemento notório são os designs artísticos coloridos bem criativos e extravagantes tanto dos cenários, como dos inimigos e principalmente dos chefões.

obs: imagem da versão PS3

Além do Saturn, o título foi portado para outros sistemas ao longo dos anos, aparecendo também no PS2, PS3, Xbox 360 e PC. Uma sequência foi lançada para Wii em 2007, chamada “Nights: Journey of Dreams”, que se mantém fiel ao estilo do jogo original.

Algo curioso sobre o jogo é que durante os seus testes iniciais, observou-se que o controle padrão do Saturn não era tão adequado quanto o time de desenvolvimento desejava, e mais de 100 protótipos de controles foram construídos e testados, incluindo controles remotos, controladores de pé e até mesmo o conceito de usar um boneco em forma de NiGHTS para simular os movimentos.

No fim, o 3D Control Pad (lançado aqui no Brasil pela Tectoy) foi desenvolvido para garantir que o jogo fosse mais suave e confortável de jogar (e depois serviu de base para o controle do Dreamcast).

NiGHTS into Dreams” certamente é um dos jogos mais memoráveis do Sega Saturn, principalmente pela sua proposta ousada e original, que marcou as lembranças de quem teve o prazer de jopa-lo. Um trabalho competente da Sonic Team e que hoje comemora mais um aniversário. Deixamos aqui os nossos parabéns para esse belo jogo da Sega!