Como já vimos aqui no blog, os gibis do Sonic são bem populares entre os fãs do ouriço azul, sejam aqueles da Archie Comics (que recentemente encerrou suas atividades e passou a bola para outra editora) ou ainda da revista britânica Sonic The Comic.

Diferente dos games, as histórias em quadrinhos dão uma grande liberdade criativa para os seus autores, que têm asas para a imaginação e apresentam narrativas exclusivas nunca apresentadas nos games, sendo algumas inclusive bem sombrias e pesadas.

O site Dorkly selecionou algumas histórias com uma atmosfera que faria “Sonic Forces“, novo título do ouriço que apresenta uma narrativa mais sombria, passar vergonha.

Confira os detalhes abaixo:

1 –  A história se passa em uma Terra pós-apocalíptica

Essa narrativa é bem interessante e conta que todos os personagens do planeta Mobius (lar de Sonic e cia) estão na verdade vivendo em um futuro distante da Terra (no século XXXIII), onde tudo que conhecemos hoje já não mais existe – talvez uma inspiração no clássico Planeta dos Macacos? Quando Sonic solta poeira ao correr pelas estradas, ele na verdade está caminhando sobre os nossos ossos que viraram pó.

Mas e os personagens humanos que eventualmente aparecem, como o Dr. Robotnik/Eggman? Nos quadrinhos, esses humanos são apresentados como uma raça chamada Overlanders – uma mutação dos humanos originais, em sua maioria bastante agressivos.

Eles são basicamente mutantes sencientes, semelhantes mas não exatamente iguais aos seus irmãos humanos pré-apocalípticos.

2 – A Terra foi destruída por alienígenas

Antes de se tornar Mobius, a espécie dominante do planeta Terra era os seres humanos. Mas durante o século XXI, um cientista chamado Ivan Kintobor (ancestral de Robotnik/Eggman) provocou a espécie alienígena conhecida como Xorda, capturando seu pacífico emissário e dissecando-o.

Como resultado, os Xorda bombardearam o planeta com a Bomba de Genes, que deveria acabar com a raça humana e manter o resto do ambiente do planeta como era na época. Bilhões de pessoas morreram no ataque, que permitiu a transformação dos animais em seres mais evoluídos, como um certo ouriço supersônico, e os humanos sobreviventes nos Overlanders.

Mas nem todos os humanos passaram por essa mutação, alguns conseguiram escapar dos efeitos devastadores da bomba de genes e vivem escondidos em cidades subterrâneas prósperas (imagem  abaixo), que foram descobertas séculos mais tarde – uma linha de narrativa que bebe da conspiração reptiliana (humanoides reptilianos que controlam a Terra secretamente e vivem em bases subterrâneas).

3 – O cachorro-quente que provocou uma overdose

A história “Chaotix Caper” faz um paralelo com as drogas ao apresentar um surto de overdoses causada por uma contaminação de alimentos. A contaminação foi associada ao parque de diversões local (pertencente a um criminoso), onde os personagens comem alguns cachorros-quentes com um “ingrediente secreto“, ironicamente vendidos por um cachorrinho, e ficam bem doidões.

A história é tão pesada que um dos personagens, uma abelha chamada Mello, sofre uma overdose e acaba morrendo.

4 – A parábola ao desarmamento

Com tantos tiroteios e crimes acontecendo no mundo, o polêmico tema do desarmamento/porte de armas é um dos mais discutidos hoje em dia. Nas HQs de Sonic as armas fazem parte intrínseca da história, como foi o caso da bomba de genes que acabou com o mundo.

E segundo os quadrinhos da Archie Comics, foi por causa de uma arma que o conflito entre os Overlanders e os Mobians (animais evoluídos) começou. Nos tempos antigos, as duas raças tinham suas diferenças, mas viviam cada uma do seu lado, em uma espécie de Guerra Fria. Certo dia, o filho do rei dos Mobians encontrou um Overlander em uma floresta e os dois ficaram amigos.

O garoto então pega uma arma e resolve praticar tiro ao alvo com um passarinho que estava por perto, mas seu novo amigo entra na frente para proteger o pássaro e acaba morrendo, acidentalmente. O Rei encontra seu filho morto e vê o rapaz fugindo da floresta, o que aumentou os conflitos entre os dois povos e causando uma grande guerra posteriormente.

5 – Super Sonic vira Super Malvadão

Nos games e quadrinhos da Archie Comics o Super Sonic é praticamente uma versão Super Sayajin da série Dragon Ball, sempre apresentada com uma personalidade positiva do nosso herói. No entanto, as HQs “Sonic The Comic” resolveram apresentar um outro lado, martelando a ideia de que “o poder absoluto corrompe” e assim nasceu essa versão psicopata que se manifesta no corpo de Sonic em condições de estresse extremo ou em exposição à energia do caos.

Nesta versão, quando Sonic se transforma ele vira um enorme babacão e malvadão super-poderoso que até dispara raios lasers pelos olhos e claro, com direito a uma risada maligna – na cena abaixo, inclusive, ele tem um ataque de risos após acreditar que acabou de matar todos os seus amigos, antes de voltar ao normal.

Com um amigo desses ninguém precisa de inimigos! E aí, o que acharam dessas histórias mais sombrias do universo dos quadrinhos do Sonic? Bem interessantes não é? Não espere vê-las nos games, em desenhos animados ou ainda no vindouro longa-metragem! Diga aí para gente nos comentários o que achou delas!

  • Orion

    Que doidera !

  • Zenug

    Achei tops e até plausível a segunda

  • Marcito

    Show de bola a criatividade dos caras! O legal é que assim surge um material diferenciado do Sonic para os fãs colecionaram.