Tag

análise

Browsing

Sonic 3D Blast: despedindo-se do Mega Drive em grande estilo!

Sonic 3D Blast foi o primeiro game da parceria entre o estúdio britânico Traveller´s Tales e a SEGA, além de ser o último jogo do mascote a ser lançado para o Mega Drive . Na época, os desenvolvedores ingleses estavam ganhando  repercussão pelos games de Mickey Mania, lançado em 1994 e o Toy Story, de 1996. Por essa razão, eles foram convocados para desenvolver um novo título do azulão para o Mega Drive, que estava em seus momentos finais, já que game veio neste último ano citado. BRINCANDO DE 3D SENDO 2D O desenvolvimento teve a supervisão da Sonic Team e, durante o projeto era chamado de Sonic Spindrift. Eventualmente passou a se chamar Sonic Blast, tendo o mesmo nome de um jogo lançado para GameGear e Master System (este último aqui no Brasil), e por fim, virou Sonic 3D Blast. Na época, os gráficos de silicone (Silicon Graphics) estavam…

Sonic Spinball para Master – conheça o primeiro demake do azulão!

Vindo um ano após a versão de Mega Drive, o Sonic Spinball 8-bits foi o último game lançado oficialmente pela SEGA para o Master System, considerando que o Sonic Blast é uma exclusividade do mercado brasileiro.  Curiosamente, o game foi desenvolvido pelo Sega Interactive Development Devision, sendo uma equipe diferente da sua contraparte para o Mega e, mesmo assim, é um demake do 16 bits. Sendo o único jogo (junto com a versão de Mega) que se passa no universo Mobius, o mesmo dos quadrinhos e desenhos animados, o game conta a história de que o Dr.Robotnik conseguiu assumir o Monte Mobius, tornando-o uma base mecânica. Utilizando a energia do magma em baixo de um vulcão, ele construiu sua base Veg-O-Fortress que tem a capacidade de transformar animais inocentes em robôs. A fortaleza precisa ser destruída de dentro para fora, e a única forma de fazê-lo é causar uma erupção…

Shining Force II – O melhor RPG tático do Mega Drive | Análise

Assim como aconteceu com o Shining in The Darkness e o primeiro Force, que já tem análise aqui no blog,  Shining Force II recebeu o mesmo baixo investimento da SEGA, só que dessa vez sob uma ameaça: se o jogo não rendesse o mesmo sucesso dos dois anteriores, a empresa iria desativar as atividades do estúdio. Com isso, houve forte pressão para a equipe Sonic Software, que dessa vez não contou com a ajuda da Climax Entertainment, para levar um produto de qualidade ao mercado. A ideia para fazer um bom jogo era simples: pegar tudo que o primeiro fez certo e melhorar, corrigindo também os defeitos. “TURBINANDO” O QUE JÁ ERA ÓTIMO! https://www.youtube.com/watch?v=aPvcSyD4MSk Se no primeiro Shining Force a história foi criticada por ter pouco desenvolvimento, neste a equipe tratou de caprichar mais, mesmo mantendo a premissa básica e clichê de “precisamos salvar a princesa derrotando um vilão malvado que…

Shining Force: O “jogo velho” cheio de carisma

Após o sucesso de Shining in the Darkness, a SEGA deu a missão para os estúdios Sonic Company em parceria com a Climax Entertainment para produzirem mais um episódio da saga Shining. O primeiro game teve  investimento pequeno da SEGA, mas rendeu sucesso de público e crítica e os desenvolvedores acreditaram que dessa vez o orçamento seria maior, algo que não ocorreu. A ideia da empresa era repetir o sucesso fazendo o mesmo investimento. Mesmo com pouco dinheiro, a equipe se esforçou em levar um produto inovador e diferente dos RPGs da época. Já exploramos com mais detalhes os bastidores em um artigo próprio, mas vale lembrar que o produtor Shugo Takahashi dizia que a maioria dos games deste gênero focam em contar uma história interessante, com gameplay e batalhas em segundo lugar. A ideia de Shining Force é inverter essa lógica. Fazendo “milagres” com poucos recursos Diferente de In…

“Crusader of Centy” – O RPG de ação para Mega Drive que “transpira” criatividade

Há vários jogos de RPG de ação para o Mega Drive, mas sem dúvidas, três são considerados a “tríade clássica” : “Beyond Oasis”, um dos mais bonitos do Mega e já tem análise aqui no blog; “Landstalker”, que se destaca pela visão isométrica e jogabilidade fluida deixando todo mundo “de queixo caído”; e, sem dúvidas, o  nosso escolhido de hoje: “Crusader of Centy”, game desenvolvido pela NexTech. CRIATIVIDADE E VARIEDADE SÃO PALAVRAS DE ORDEM! https://youtu.be/H17R_eFTCKQ Provavelmente, o ponto que mais se destaca em “Crusader of Centy” é a jogabilidade: você deve absorver poderes de diferentes tipos de animais para solucionar qualquer problema que venha a surgir, seja um enigma, um obstáculo, derrota de inimigos ou chefes. O pinguim dará poderes de gelo, leão dará poderes de fogo e assim vale para outros animais como cachorro, cheeath, dinossauro, pássaro, guaxinim etc. São treze no total, só que é possível combinar dois ao mesmo…

Tanglewood já está disponível no Mega Drive! Confira o nosso review!

Em outubro de 2018 o Mega Drive completa 30 anos de lançamento, mas o presente os fãs já receberam: o jogo inédito Tanglewood, disponível em mídia física no site oficial ou ainda em versão digital para PC via Steam (versão idêntica ao do Mega Drive em termos de visual e gameplay, mas com Conquistas, save automático nos checkpoints, etc). Recentemente realizamos uma entrevista exclusiva com um dos Beta Testers brasileiro, que nos deu mais detalhes sobre o desenvolvimento do jogo – confira ela aqui! Mais do que uma homenagem aos jogos de plataforma da década de 90, Tanglewood é um genuíno jogo 16 bits, já que ele foi desenvolvido com as mesmas ferramentas e métodos que os antigos desenvolvedores usavam para criar games no console, ou seja, foi feito especialmente para o hardware do Mega Drive. Venha conosco e veja o que achamos desse belíssimo game! https://www.youtube.com/watch?v=e6NvgnMTNCo AVENTURA NA FLORESTA! O…

Sonic Adventure completa 18 anos – Relembre

Chega a ser chocante saber que faz dezoito anos que Sonic Adventure foi lançado para o Dreamcast. Além de revolucionário, a aguardada primeira investida tridimensional do azulão também era um dos símbolos da  “mega sofisticada” geração 128 bits, com uma resolução “nunca antes vista em um jogo de videogame”, além de ser um dos jogos mais aguardados da época. Este título é um marco na história do mascote da SEGA. Foi o jogo mais bem sucedido comercialmente do Dreamcast, também foi o primeiro game 3D da saga principal, um dos primeiros títulos lançados para o último console da SEGA, trouxe o visual definitivo para os personagens, além de uma trama surpreendentemente elaborada. O objetivo da desenvolvedora Sonic Team era mostrar ao mundo toda a potência do videogame mais poderoso da época, além de inovar, expandir, e revolucionar a franquia em todos os pontos para uma experiência realmente empolgante. Sonic com…

Phantasy Star IV – O “ponto final” no sistema solar de Algol!

Após a recepção mista para negativa de Phantasy Star III, a SEGA decidiu que o próximo título seria uma redenção. Por mais que ele não seja tão inovador quanto o primeiro ou o segundo, o quarto episódio é facilmente considerado pela maioria dos fãs como o melhor da série, justamente por pegar todos os pontos positivos dos dois primeiros e potencializá-los ao máximo. Foi lançado em 1993 no Japão com o nome de Phantasy Star: The End of the Millenium, sem o sufixo “IV”, e em 1995 na Europa e Estados Unidos. Aqui no Brasil, foi o único game da era clássica de P.S a não ter uma tradução oficial “pelas mãos” da Tectoy. Inicialmente para Sega CD  A ideia original era que o jogo se chamasse “Phantasy Star IV: The Return of Alis”, indicando que a personagem Alis Landale do primeiro Phantasy Star retornaria. Segundo poucas informações divulgadas, ele…

Os 22 anos de Sonic 3 & Knuckles! O melhor jogo do mascote na era clássica?

Apesar da maioria dos jogadores casuais brasileiros terem um apelo maior pelo Sonic 2, já que este mexe com as memórias da maioria de nós, o Sonic 3 & Knuckles é considerado pela maioria dos fãs do mascote como o melhor jogo da era clássica. Isso porque, assim como o Sonic 2 pega todos os pontos do Sonic 1 e o faz melhor, o S3K faz exatamente o mesmo com o Sonic 2.  Há mais fases, sendo estas maiores e com mais rotas alternativas; três personagens jogáveis, cada um com suas habilidades, o que multiplica por três o fator replay; uma aventura exclusiva para o novo personagem, Knuckles; mini-chefes; modo multiplayer com fases exclusivas; fora a excelência nos gráficos, nas músicas, e até mesmo uma história elaborada para os padrões dos jogos de plataforma 2D. Bastidores… Após o grande sucesso de Sonic 2, que tornou-se o jogo comercialmente mais bem…