Tag

Game Gear

Browsing

Legend of Illusion – A terceira aventura de Mickey Mouse no Master System lançada apenas no Brasil!

“Castle of Illusion” e “Land of Illusion” estrelando o ratinho Mickey Mouse com certeza são dois jogos bem populares na grande biblioteca de títulos disponíveis do Master System, e que os fãs lembram com bastante carinho. Mas talvez o que algumas pessoas não saibam, é que o famoso mascote dos estúdios Disney estrelou um terceiro game no videogame 8 Bits da Sega, lançado exclusivamente no Brasil pela Tectoy em 1998: “Legend of Illusion Starring Mickey Mouse”. O jogo é na verdade uma adaptação da versão original lançada no Game Gear, em 1994 – e nunca lançada por aqui no portátil -, finalizando a saudosa série Illusion nos videogames, que além dos já citados, também conta com o excelente “World of Illusion” no Mega Drive (em breve falaremos dele aqui no blog também, aguardem!). Era uma vez um camundongo… Novamente temos Mickey Mouse vivendo uma aventura em uma terra de fantasia,…

Sonic the Hedgehog – Nasce um ícone no mundo dos games!

No início da década de 1990, a Sega procurava um personagem que pudesse simbolizar e traduzir bem seu perfil como uma companhia de games (uma das maiores da época, diga-se de passagem), assim como pudesse representar o Mega Drive, que já estava no mercado e fazia grande sucesso especialmente nos EUA (como o Genesis). E assim, com toda essa pressão, nasceu “Sonic The Hedgehog”, que tomava para si esta difícil tarefa. O ouriço esteve mesmo disputando com o Mario da Nintendo pelo título de “melhor mascote” pelos saudosos anos das décadas passadas, em uma concorrência que gerava um show de criatividade e inventividade que marcaria época. Antes de a empresa tornar-se softhouse dedicada à produção de jogos, Sonic era franquia exclusiva para aparelhos fabricados pela Sega. Não se sabe se é por isso, mas os jogos do Sonic naquela época tinham um ar muito mais exclusivo e especial. E foi justamente…

Confira a incrível coleção de Ricardo Wilmers, fã da Sega/Tectoy!

Saudações pessoal! Hoje trazemos uma entrevista muito legal com o Ricardo Wilmers, um colecionador de games e super fã dos sistemas da Sega/Tectoy. Não perca mais tempo e confira abaixo a incrível coleção dele! Olá Ricardo, tudo bem? Faça sua apresentação para os nossos leitores. Olá a todos, me chamo Ricardo Wilmers, tenho 40 anos sempre gostei de videogames, mas hoje em dia não jogo muito, sou fanático pela Sega, principalmente pelos consoles Game Gear, Master System e Mega Drive e adoro a TecToy. Como começou a sua vida de gamer? No início da década de 80, eu e meus irmãos ganhamos de presente de natal um Atari 2600 e mais tarde, quando a Tectoy lançou no Brasil o Master System ficamos super ansiosos para termos um. Nossos pais juntaram algumas economias e nos deram de presente um Master System, e este foi nosso videogame por alguns anos. Lembro-me de…

Conheça as incríveis pinturas de Boris Vallejo e Julie Bell que serviram de capa para jogos clássicos

Você talvez não saiba quem é Boris Vallejo, mas se é fã de games é muito provável que já tenha visto seu incrível trabalho de ilustrador em games clássicos como “Golden Axe II”, “Golden Axe III”, “Ecco the Dolphin” e “Phantasy Star IV”. Nascido em Lima, Peru, em 1941, Vallejo começou a fazer ilustrações aos 13 anos e teve seu primeiro trabalho profissional apenas com 16. Ele frequentou a Escola Nacional de Belas Artes do Peru antes de imigrar para os Estados Unidos em 1964, onde trabalhou com personagens de quadrinhos populares da época como Tarzan, Conan o Bárbaro, Doc Savage e vários outros personagens, em sua maioria com temas de fantasia e ficção científica. Boris Vallejo Não demorou muito para que o artista ficasse bem conhecido pelo seu estilo surrealista/hiper-realista, com destaque para personagens musculosos e mulheres voluptuosas – em especial bárbaros, mulheres guerreiras, bruxas e monstros. Logo surgiu…

Game Gear, conheça 5 títulos imperdíveis!

Quem é jogador esporádico da SEGA conhece os seus principais consoles, Master System, Mega Drive, Sega Saturn e Dreamcast, onde, nestes sistemas, viemos a conhecer inúmeros jogos, muitos memoráveis, outros clássicos absolutos e outros que não são nada disso, mas a SEGA não foi apenas estes quatro consoles. Ela já era, desde antes de apostar nos consoles de mesa em meados de 1983 com o seu SG-1000, uma empresa que trabalhava na área de entretenimento lançando jogos eletromecânicos e se tornou uma das rainhas dos arcades no Japão e EUA, competindo com pé de igualdade com empresas como a SNK, Irem e Capcom. Quando a Nintendo veio a lançar o seu console portátil Game Boy em 1989, a SEGA não ficou atrás da sua grande rival e veio a lançar em 1990 o Game Gear, um portátil bem diferente do monocrático da Nintendo. O console da SEGA permitia a reprodução…