Tag

Ranger X

Browsing

10 jogos do Mega Drive com gráficos impressionantes

O lendário console 16 bits da SEGA, o Mega Drive, contava com uma capacidade gráfica bem acima da média durante sua época de lançamento no fim dos anos oitenta, mas evidentemente, está “datado” para os padrões atuais, certo? Errado! Dependendo do jogo, os visuais continuam bonitos até os dias de hoje, resistindo bem a ação do tempo. Pensando nisso, decidimos selecionar hoje dez jogos do Megão que contam com gráficos ótimos. Nós da Tectoy procuramos sair um pouco dos games “clichês”, sendo estes destinados a parte de “menções honrosas”, que contam com outros dez títulos. OBS: Não estão em ordem de importância Aladdin https://www.youtube.com/watch?v=ngqx0rq7ACg Sendo um dos games mais bem sucedidos comercialmente do Mega Drive depois dos dois primeiros Sonics, os jogos do Aladdin prezam muito pela qualidade visual, tanto no Master System, quanto no Mega. Desenvolvido pela Virgin e com gráficos feitos pelos animadores do próprio longa-metragem, a tecnologia…

Joystick de 6 botões chegou! Porrada neles!

Vocês pediram, e a Tectoy escutou. Uma edição limitada do tão aguardado joystick de seis botões do console. Saiba mais detalhes do produto neste link. O Joystick White Version na cor branca foi pensado para fazer um contraponto com a cor escura original do console Mega Drive, destacando o produto dentro de sua casa, e que também homenageia a edição branca do Mega Drive III, lançado na primeira década dos anos 2000 – além, claro, de agora virar um item de colecionador também. Como vocês já sabem, há vários jogos que ficam melhores utilizando o joystick de seis botões e o Blog Tectoy separou alguns desses clássicos, confira abaixo: Street Fighter II: Champion Edition e Super Street Fighter II O jogo de luta que deu origem ao controle de seis botões e que agora pode ser apreciado em todo o seu potencial, assim como a sua sequência Super Street Fighter II! Mortal…

Ranger-X – O jogo de mechas para Mega Drive!

Se você é fã de animes certamente deve estar familiarizado com o termo “mecha”, que se popularizou no Brasil nos anos 80/90 com a chegada de animações e tokusatsus que apresentavam “robôs gigantes” como Super Dimension Fortress Macross (ou Guerra das Galáxias, como ficou conhecido por aqui), Neon Genesis Evangelion, Robotech e Mobile Suit Gundam Wing, apenas para citar alguns. Toda essa introdução serviu para apresentar o gênero, que hoje é bem conhecido no mundo todo, e que ganhou grandes representantes também nos videogames, sendo um deles o tema da nossa matéria de hoje: o criativo Ranger-X para Mega Drive. O jogo foi o primeiro e único desenvolvido pelo estúdio Gau Entertainment, que foi fundado por ex-funcionários da Wolf Team e publicado pela própria Sega no ano de 1993. O título impressionou por apresentar uma jogabilidade extremamente diversificada e criativa, com gráficos incríveis e excelente trilha sonora. ASSUMA O CONTROLE…

Ocidente vs Oriente: A Confusão de Capas e Nomes!

Hoje em dia, graças ao avanço tecnológico e à globalização, os mais variados produtos seguem uma padronização massificada nos diferentes mercados mundiais, o que claro inclui os jogos de videogames. Um mesmo jogo, por exemplo, pode ser lançado em diferentes países de forma simultânea, ou com poucos dias de diferença, alterando-se apenas a sua localização para o idioma desejado – em alguns casos, o próprio jogo já oferece várias opções de idiomas. Mas lá nos “jurássicos” anos 80/90 as coisas eram bem diferentes. Cada mercado tinha grandes diferenças e variações culturais entre si, sem as opções da “informação instantânea” que a internet nos proporciona hoje. Naquela época o Japão era o principal fornecedor de games, sendo que muitos desses títulos tinham várias referências à cultura oriental, que não era muito difundida no ocidente. Além de levar meses para chegar ao outro lado do mundo, vários jogos sofriam “adaptações” para o público…