O Master System Girl não foi a única investida da Tectoy para atingir o público feminino no Brasil. Vários tipos de bonecas foram lançadas, e claro, seguindo o padrão dos brinquedos da Tectoy, elas vinham com novidades eletrônicas que permitiam que elas falassem, movessem os olhos, boca, as mãos entre outras interações.

Desde bebês fofinhos com os quais as meninas brincavam de ser mamães até bonecas mais crescidinhas, que falavam mais de 100 frases, eram o sonho de consumo de jovens garotas dos anos 90.

A Boneca Nádia era uma das mais populares e desejadas pelas crianças, com uma tecnologia que até hoje impressiona: eram mais de 100 frases e canções na memória, ela tinha capacidade de compreender certas palavras de sua dona e reagir às mesmas, tinha movimentos dos olhos e boca e sensores de luminosidade, temperatura e movimento – ao entrar em um quarto escuro por exemplo, Nádia pode dizer “Você consegue enxergar direito? Está escuro aqui dentro” ou em um lugar muito frio/quente ela dizia “Brrr, está esfriando” ou “Você não acha que está esquentando?”.

Suas interações eram tão variadas e reais que algumas meninas até acreditavam que Nádia estava viva de verdade!

Vamos voltar no tempo e relembrar de algumas bonecas lançadas pela Tectoy?

Amor de Minnie (Boneca + 1 Minnie de Pelúcia)

Bebê Cochichinho

Dancing Mônica/Cebolinha

Ginastinha

Mamãe me Leva

Natasha

Nenê do Coração

Nenê Pic-Nic

Patricinha

Nádia

  • Flavio Lima

    kkk Tectoy só usava as menininhas bonitinhas branquinhas loirinhas ou de olhos azuis… isso nos nojentos dias atuais em que vivemos iria dar maior mi-mi-mi dos vitimistas HAUHUAUA