Trilhas Sonoras. Um tema recorrente em sites gamers em todo o planeta, onde, de uma forma ou de outra, tenta-se minimizar em poucas opções aquelas músicas que, ao serem ouvidas, ficam na nossa mente pelo resto de nossas vidas. A Tectoy não fará algo muito diferente disto, trazendo alguns jogos que merecem ter a sua trilha sonora ouvida e conhecida!

Agora vamos aqui ouvir algumas trilhas sonoras bem memoráveis para o Mega Drive? Só uma ressalva importante, a numeração em ordem decrescente é meramente de cunho organizacional. Pega aí o seu fone de ouvido, vamos viajar um pouco.

15 -El Viento – High Sky

Um jogo de aventura bem interessante criado pela Wolf Team, onde, na sua trilha sonora o som mais marcante é alguém tentando matar uma barata, mas brincadeiras a parte, esta música da sétima fase deste admirável título mostra como o pessoal da Wolf Team conseguia trabalhar bem com o som estéreo e os vários instrumentos sintetizados que o Yamaha tinha a oferecer.

14 – Alisia Dragoon – Stage 1-1

Este jogo, logo de cara, já tem uma das músicas mais memoráveis do Mega Drive. O seu estilo colocando o jogador no universo de Alisia é algo ímpar. A cadência das três partes na música não a deixa tão repetitiva apesar de que a melodia ser basicamente a mesma nas três partes.

13 – Adventures of Batman and Robin – Two Faces’ Theme

Um dos grandes exemplos de como se dá para extrair coisas extraordinárias no Yamaha do Mega Drive é, sem sombra de dúvida, este jogo. Ainda por cima quando o seu compositor é Jesper Kyd. Uma trilha que mistura uma variação interessante de techno e industrial e isto no “fraquíssimo” Mega Drive.

12 – Two Crude Dudes – The Lifeline of New York

Um daqueles jogos que veio direto do arcade e que, se você teve sorte, apareceu numa locadora bem perto de você. A sua trilha sonora ficou a par da versão original e ela também mostra bem a força do Mega Drive numa versão bem fidedigna.

11 – Colums – Clothos

Esta trilha simplesmente faz você viajar de uma forma nunca vista antes. A sintetização da música é tamanha que dá para ver um teclado Yamaha na sua frente tocando a mesma música. Uma belíssima composição que fica na cabeça da pessoa por muito, mas muito tempo mesmo.

10 – Sparkster – Stage 3

Sparkster é a continuação de Rocket Knight Adventures, um título criado pela Konami e, assim como muitos outros que ela, por ventura, veio a lançar para o Mega Drive, conseguiu trazer a sua habilidade de criar ótimas trilhas também para o sistema 16 bits da SEGA.

9 – Gleylancer – Asteroid Field

Um jogo de navinha que, quase sem exceção, traz uma trilha sonora assombrosa. Um grande trabalho feito pela NCS Corp e que ficou na cabeça dos fãs deste estilo por muitos anos a fio.

8 – Road Rash III – Italy

O som desta pista em pista em particular parece um tanto quanto “suja”, mas existe aí uma sonoridade ímpar que tenta fazer uma mescla do estilo de música italiana com um rock bem pesado e, como dito, “sujo”.

7 – Tiny Toons – Inside The Cave

Após passar pela campina, pela floresta, o jogador chega na caverna deste jogo que parece até, num dado momento, um título bem genérico ao estilo Sonic. Mas apesar do Perninha parecer correr tanto quanto o Sonic, as semelhanças acabam por aí, onde, num mapa progressivo – e um pouco de exploração – o jogador vai enfrentando dos mais diversos perigos no mundo dos Tiny Toons.

6 – Ecco: The Tides of Time – Title Theme

O primeiro jogo desta série já tem uma trilha sonora fantástica, mas este jogo ainda consegue ser melhor, onde toda a temática parece nos colocar num universo muito diferente daquilo que estamos acostumados, em mares nunca antes explorados e onde o tempo e o espaço se moldam numa viagem jamais feita por nenhum ser vivo. Se você é um daqueles que gosta de trilhas sonoras diferenciadas, a série Ecco é uma boa pedida.

5 – Herzog Zwei – There is no Time To Loose

Mais um jogo de navinha para a lista, mas este é diferente pessoal, a navinha se transforma em mecha! Vale a pena uma boa conferida neste título bem interessante.

4 – Mickey Mania – The Wharf

A trilha sonora deste jogo, como um todo, consegue usar a força do Yamaha soberbamente. Vide, por exemplo, a da primeira fase do título, onde trabalha bem com os instrumentos sintetizados se rendendo puramente a eles.

3 – Thunder Force III – Gorgon

Uma das músicas mais PODEROSAS de toda a série, Gorgon de Thunder Force III, mostra a que veio numa fase relativamente difícil e que deixa bem antenado com a temática escolhida pela Techno Soft para esta fase. As trilhas sonoras de toda a série para o Mega Drive vale a pena ser conferida, de cabo a rabo.

2 – Alien³ – Stage 5

Alien³ é um daqueles jogos meio obscuros que deveriam ser melhor apreciados. Uma ótima jogatina, desafio médio para elevado, gráficos bem condizentes para o Mega Drive e uma trilha sonora – e efeitos sonoros – acima da média do console. O jogo não tem nada a ver com o filme homônimo, pois acaba misturando os cenários do terceiro filme com a temática de “guerra” do segundo filme, mas, ainda assim, é um título que precisa ser bem degustado. Assim como umas das melhores trilhas sonoras já feitas para o sistema.

1 – Contra: Hard Corps – The Hard Corps

Um das trilhas sonoras mais EXPLOSIVAS que existem no Mega Drive com uma boa diversidade de temas, onde já na sua primeira música já mostra a que veio para o console da SEGA.

  • Diego Phiłł

    Que analise excelente. Uma overdose de nostalgia dos games do velho e bom Mega/Genesis!

  • Mateus De Luca

    Na boa pessoal, adoro o Mega Drive, o Master System, mas precisamos prestar um serviço com a verdade, e se formos desprender um assunto passado, que o façamos com a maior verdade, dentro da honesta realidade.
    Que o Mega Drive teve Yuzo Koshiro, entre outros, é bem verdade, porém, que o som do Mega era melhor que o som do Super Nes já é uma coisa que todos nós sabemos que não é uma verdade.
    Para nos depararmos com a diferença na qualidade de som e imagem de ambos consoles, basta compararmos os mesmos jogos nas duas plataformas, e tirarmos o mesmo proveito da trilha sonora.
    Vejamos uma comparação com jogos como Street Fighter, Mortal Kombat, Bart’s Nightmare, Sunsetriders, Turtles Tournament Fighter, Rock n Roll Racing, Out of This World, e no próprio Contra nas duas plataformas.
    Todas as bases de som que usamos nos menus de emuladores, ou são de Arcades, ou do Super Nintendo.
    Se formos falar sobre quais nos trouxeram as melhores trilhas sonoras, aí posso ficar do lado dos jogos da Sega, pois foi no Genesis que jogamos Golden Axe, Streets of Rage, The Revenge of Shinobi, o próprio El Viento, destacado na matéria, Sonic The Hedgehog, Decap Attack, Castle of Illusion, Quack Shot, entre tantos outros jogos com suas trilhas sonoras esmagadoras.
    Mas daí a dizer que o chip do Mega Drive era melhor que o Sony da Nintendo, já é demais.
    Espero que entendam o meu ponto de vista, e audição, e saibam que, independente da minha, respeito a opinião de todos aqui.

    Um grande abraço.

    • Gabriel Rodrima

      Depende muito, SNES usa samples de som de baixa qualidade, isso é bom pra alguns jogos especialmente com pegada orquestral mas geralmente o som dele muito abafado, e aquelas famosas cornetinhas ficam muito evidentes em outros jogos, enquanto o mega peca na reprodução de sons “reais” como vozes

  • Gabriel Rodrima

    Pra mim uma que fica sempre na minha cabeça e a fase da praia do streets of rage