O desenvolvimento do RPG “Pier Solar” data de 2004, como um pequeno projeto de fãs para o Mega Drive, que foi evoluindo e ganhando novas proporções até o seu lançamento oficial em 2010 (em formato cartucho, com caixa, manual e tudo!), sendo um dos primeiros títulos 100% inédito para o console neste milênio.

O jogo, trabalho da hoje fundada desenvolvedora WaterMelon Games, tem como enfoque trazer de volta toda a nostalgia do JRPGs oldschools dos 16 Bits como “Phantasy Star” e “Lunar The Silver Star” – nada melhor do que os clássicos, não é?

piersolar6

A história gira em torno sobre a jornada de três amigos: Hoston, Alina e Edessot, que vivem numa cidade próspera e pacífica chamada Reja. Jovens e curiosos, eles decidem ir em uma missão para buscar ervas medicinais na tentativa de curar o pai enfermo de Hoston. Eles mal poderiam imaginar que o início da jornada de suas vidas estaria começando, onde eles irão sentir as emoções de uma grande aventura e aprender o significado da amizade verdadeira.

Um prato cheio para os bons e velhos clichês do gênero, dentro de um cartucho com surpreendentes 64 megabits – o maior já lançado no Megão, desbancando o anterior “Super Street Fighter” da Capcom, lançado em 1994 e que tinha 40 megas.

piersolar1

E claro que todo esse poder de fogo foi muito bem aproveitado nos gráficos “spritados“, um dos mais animados e coloridos que você já viu em um 16 Bits, provando que o bom e velho Megão tem sim ainda muito gás para oferecer. Além disso, possui uma aventura com mais de 50 horas de jogatina, mais de 300 áreas exploráveis, belas cutscenes e dezenas de diálogos – e a boa notícia é que ele está totalmente traduzido para o português do Brasil!

O mesmo pode ser dito da trilha sonora, com temas variados e cativantes tocados no delicioso sintetizador FM do console. Mas quem tiver o Sega CD, pode ainda experimentar uma novidade interessante: usar o periférico para tocar as faixas de música, em funcionamento harmônico com o cartucho – funcionalidade essa usada pela primeira vez na história do videogame e que permite uma melhor qualidade sonora digital para o jogo.

Em 2014 o “Pier Solar” recebeu uma versão HD para os principais sistemas do mercado atual (e outros nem tanto, como o Dreamcast), trazendo várias melhorias gráficas (mas com opção do visual spritado original, confira nas imagens abaixo), mas sem perder a essência dos 16 Bits. Para quem tiver interesse, o game está disponível nas principais redes digitais como a XBLA, PSN, Nintendo eShop e Steam, além de versão cartucho para sistemas mais antigos (a maioria já com lotes esgotados), que podem ser adquiridos no site oficial.

Confira abaixo um trailer de “Pier Solar” e algumas imagens comparando o original com a versão HD:

piersolar2 piersolar5

  • Wesley Bugini

    Tudo que queria era poder entrar hoje em uma loja e poder comprar não só consoles, como os primeiros modelos de Mega e Master, e jogos novos na caixa como antigamente. Confesso que a Tectoy iria levar uma boa grana do meu salário rotineiramente!

    • Tex

      Hahaha, digo o mesmo!

  • Hárisson Dantas

    Um bom RPG. Terminei ele esse ano. Ancioso para jogá-lo no hypermegaultra console que a TECTOY lançará em breve.

  • Walter Junior

    Quem sabe com a volta do Mega vcs não entrem em contato com os criadores do jogo para oferecer uma copia do jogo em cartucho ou na memória do novo mega hein??? seria sucesso de vendas garantido.

  • marusero

    Se a TECTOY investisse só um pouco em cartuchos de MEGA DRIVE, tanto com parceiros como com produtores famosas e independentes poderiam vender o mega com cartuchos e a empresa se fizesse isso ficaria rica, ia ter gente encomendando o console antes mesmo do lançamento, já imaginou cartuchos novos, HDMI, controle sem fio, nossa ia vender mais que água no deserto