Tag

Slider

Browsing

Ocidente vs Oriente: A Confusão de Capas e Nomes!

Hoje em dia, graças ao avanço tecnológico e à globalização, os mais variados produtos seguem uma padronização massificada nos diferentes mercados mundiais, o que claro inclui os jogos de videogames. Um mesmo jogo, por exemplo, pode ser lançado em diferentes países de forma simultânea, ou com poucos dias de diferença, alterando-se apenas a sua localização para o idioma desejado – em alguns casos, o próprio jogo já oferece várias opções de idiomas. Mas lá nos “jurássicos” anos 80/90 as coisas eram bem diferentes. Cada mercado tinha grandes diferenças e variações culturais entre si, sem as opções da “informação instantânea” que a internet nos proporciona hoje. Naquela época o Japão era o principal fornecedor de games, sendo que muitos desses títulos tinham várias referências à cultura oriental, que não era muito difundida no ocidente. Além de levar meses para chegar ao outro lado do mundo, vários jogos sofriam “adaptações” para o público…

Mestre das Conversões: os 5 jogos de Mega Drive que fizeram bonito no Master System

Durante toda a sua vida ativa, e além, o Master System recebeu inúmeros games que fizeram dele um dos consoles mais queridos pelo público brasileiro. Entre vários títulos exclusivos, o console também recebeu várias conversões de jogos que fizeram sucesso antes no seu irmão mais novo e poderoso de 16 Bits. Alguns tentavam ser o mais fiel possível, enquanto outros buscavam inovar e apresentar novidades e elementos exclusivos para o nosso querido 8 Bits. Claro que, com capacidades bem inferiores ao do Mega Drive, os desenvolvedores além de competentes, tinham que ser criativos para entregar um jogo de qualidade e não apenas uma “versão preguiçosa para ganhar uns trocados”. Felizmente o Master System contou com várias adaptações de qualidade, sendo que selecionamos cinco para a apreciação/recordação dos nossos leitores. Aproveitem e comentem sobre as lembranças destes, ou de outros games que não estão nesta lista, na seção de comentários! Sonic…

É um pássaro? É um avião? São 5 games de super-heróis imperdíveis do Mega Drive!

Os super-heróis nunca estiveram tão na moda como atualmente, invadindo o mundo dos cinemas, televisão e claro, os videogames. Mas mesmo lá nos saudosos anos 90 o gênero recebeu grandes representantes, especialmente no nosso querido Mega Drive. Selecionamos aqui cinco títulos baseados no universo colorido dos super-heróis que ganharam vida no mundo virtual na tela do 16 Bits da Sega! Veja se o seu personagem favorito está presente e deixe sua opinião em nosso espaço para os comentários! Batman The Video Game O Cavaleiro das Trevas recebeu vários títulos na geração 8/16 Bits e certamente um dos melhores foi “Batman: The Video Game”, jogo inspirado no filme de Tim Burton, lançado em 1991. O game captura bem a essência do longa-metragem em que foi inspirado e tem os seus bom momentos, com gráficos sombrios bem trabalhados, trilha sonora empolgante e design de fases que oferecem um bom desafio plataforma 2D. Outro…

Som na pista! Vocalista do Information Society também compôs trilhas sonoras no Mega Drive!

Se você gostava de curtir um som ou até mesmo uma “baladinha” nos anos 80/90, certamente deve se lembrar da banda “Information Society”, que teve seu auge exatamente nessa época com suas músicas eletrônicas e hits dançantes, que conquistou uma legião de fãs especialmente aqui no Brasil. Porém, devido a uma série de desentendimentos entre os três membros principais (Paul Robb, James Cassidy e Kurt Harland) a banda foi desfeita em 1993 e cada um seguiu seu próprio caminho na indústria musical – Harland ficou com os direitos e nome da banda e chegou a fazer um álbum solo em 1997 denominado “Don’t Be Afraid”. E foi nessa época que o vocalista, Kurt Harland, enveredou para um novo campo musical: os videogames, sendo que seus primeiros trabalhos foram nos saudosos chips de áudio do Mega Drive! Em 1995 ele compôs para três games do console: “Scooby-Doo Mystery”, da Sunsoft e que segue…

Elas têm a força! Confira 5 games do Mega Drive protagonizados por Heroínas!

Mais do que nunca, protagonistas femininas estão presentes na cultura pop atualmente, seja nos filmes, séries, quadrinhos e claro, nos videogames. Mas anos atrás essa força feminina era quase inexistente nos jogos eletrônicos, que em sua grande maioria eram dominados por personagens masculinos, antes do surgimento da icônica Lara Croft. É claro que tínhamos algumas exceções e felizmente o Mega Drive contou com um número razoável de games com protagonistas femininas, algumas que marcaram época e toda uma geração, e outras nem tão conhecidas assim. Selecionamos aqui cinco títulos memoráveis do console estrelados por jovens e belas garotas que não sonham com o príncipe encantado e não tem medo de colocar a mão na massa na hora de salvar o dia – e até mesmo a humanidade! Vem conosco e confira quem são elas: Valis III A série Valis foi uma das primeiras a ter como protagonista uma jovem garota. O…

De Gaiares a Truxton, confira 5 jogos de navinha imperdíveis do Mega Drive!

O gênero Shoot ‘m Up (shmup para encurtar), carinhosamente conhecido por aqui como “jogos de navinha”, tiveram os seus dias de glória nos anos 80/90, sendo que o Mega Drive foi a casa dos melhores games desse estilo, que caiu perfeitamente no console e seu hardware, que permitia jogos velozes e super fluídos, mesmo com a tela abarrotada de inimigos, algo que o Megão fazia com os dois pés nas costas e uma mão amarrada (diferente do seu principal rival). Compostos em sua maioria por jogos espaciais futuristas, o gênero era bem popular na época tanto nos arcades como nos consoles caseiros posteriormente. Além de excelentes conversões dos saudosos fliperamas, o Mega Drive contou ainda com vários títulos exclusivos que faziam a festa dos seus fãs. Provavelmente nenhum console ganhou tantos jogos desse estilo como o 16 Bits da Sega, e nós trazemos aqui cinco títulos memoráveis para relembrar, mas…

Tiro, Porrada e Bomba! Confira 5 games de ação intensa do Mega Drive!

Graças ao seu veloz processador, o Mega Drive pode oferecer vários títulos do gênero “Run and Gun”, também conhecido por nós como “correr e atirar”, que a concorrência não tinha capacidade de oferecer com qualidade na época. Esse tipo de jogo era marcado pela ação intensa e furiosa, a enorme quantidade de inimigos na tela, chefões gigantescos, dificuldade insana e claro, “tiro, porrada e bomba” pra todo o lado! Confira abaixo cinco games do gênero que se destacaram no Mega Drive: Gunstar Heroes Falou de “Run and Gun” games é impossível não lembrar do seu mais famoso representante: Gunstar Heroes! Desenvolvido pela Treasure em 1993, empresa a qual era formada por um grupo de ex-empregados da Konami, ele aproveita o “blast processing” do Mega Drive de forma soberba para entregar aos fãs uma aventura com ação frenética no estilo “atire em tudo que aparecer pela frente”! Recheado de fases divertidíssimas,…

ToeJam & Earl – Ajude os simpáticos aliens em um game super criativo e divertido!

O Mega Drive foi um centro de jogos inovadores pela guerra na preferência dos consumidores. Já falamos aqui do incrível “Comix Zone”, e hoje quem está em pauta é o game “ToeJam & Earl”, lançado para o console em 1991. Venha conosco e acompanhe a história dessa simpática dupla de alienígenas! Naquela época a Sega procurava um mascote para representá-la e para enfrentar o bigodudo do Mario da Big N. “ToeJam & Earl” foi um projeto apresentado para a Sega por Greg Johnson, que usou conceitos de games como o clássico “Rogue” e o scifi de 1986, “Starflight”, para criar os personagens e a história, junto com o programador Mark Voorsanger. A proposta, com uma dupla de aliens funks (funk americano, não confundir com o que temos aqui no Brasil), chegou perto de ser aceita, mas a Sega achou que os dois aliens eram tranquilos demais em suas atitudes e…

Confira os pontos principais da palestra de Stefano Arnhold na Comic Con Experience 2016

Stefano Arnhold (à direita), presidente do conselho da Tectoy, deu uma palestra durante a Comic Con Experience 2016 e contou diversos detalhes a respeito da empresa, de seus 30 anos que serão comemorados em 2017, de curiosidades a respeito de alguns jogos queridos pelo público brasileiro e, claro, sobre o novo Mega Drive. Os 30 anos da Tectoy Com o 30º aniversário da Tectoy chegando, Stefano falou um pouco a respeito da história da Tectoy e como a empresa foi criada. “A criação da Tectoy foi bem interessante, na realidade, nós tínhamos uma outra empresa chamada Elsys, que existe até hoje, e que desenhava soluções customizadas para empresas que não iam muito bem na área de eletrônica”, disse Stefano. “Olhando para diversos segmentos, ela olhou para o segmento de brinquedos aqui no Brasil, que tinha uma empresa que era a Estrela que dominava pouco mais de 55% do mercado e…

Sonic the Hedgehog – Nasce um ícone no mundo dos games!

No início da década de 1990, a Sega procurava um personagem que pudesse simbolizar e traduzir bem seu perfil como uma companhia de games (uma das maiores da época, diga-se de passagem), assim como pudesse representar o Mega Drive, que já estava no mercado e fazia grande sucesso especialmente nos EUA (como o Genesis). E assim, com toda essa pressão, nasceu “Sonic The Hedgehog”, que tomava para si esta difícil tarefa. O ouriço esteve mesmo disputando com o Mario da Nintendo pelo título de “melhor mascote” pelos saudosos anos das décadas passadas, em uma concorrência que gerava um show de criatividade e inventividade que marcaria época. Antes de a empresa tornar-se softhouse dedicada à produção de jogos, Sonic era franquia exclusiva para aparelhos fabricados pela Sega. Não se sabe se é por isso, mas os jogos do Sonic naquela época tinham um ar muito mais exclusivo e especial. E foi justamente…

Altered Beast – o jogo que trazia uma experiência arcade dentro de casa!

“Altered Beast” é um dos jogos mais famosos do Mega Drive, aproveitando o sucesso que já fazia nos arcades e também por vir junto com o console originalmente – até ser substituído por “Sonic The Hedgehog”. Foi lançado pela primeira vez em 1988 nos arcades e teve versões para vários sistemas e computadores da época, sendo a mais popular a versão para o 16 Bits da Sega. Relembre conosco abaixo este grande clássico da história dos videogames! caixa original do Mega Drive brasileiro Rise From Your Grave! O jogo se passa na Grécia Antiga e mostra a história de um centurião ressuscitado por Zeus para resgatar a sua filha Atena, que foi raptada pelo demônio Neff e levada para as profundezas do inferno. Mas como um simples centurião não é forte o suficiente para enfrentar as hordas de criaturas infernais e sobrenaturais, Zeus deu a ele a habilidade de se transformar…

A História do Master System – Parte II

Continuando com o nosso relato sobre a “História do Master System” (a primeira parte você pode ler clicando aqui), já vimos que o Sega Mark III era um videogame mais robusto do que o seu maior concorrente, o Famicom (ou NES), mas infelizmente ele não conseguiu superar o adversário em terras nipônicas. Por mais frustrante que fosse, a Sega resolveu não desistir e pelo contrário, fez planos audaciosos para lançar o console no território onde a Nintendo reinava absoluta (até mais do que no Japão): os Estados Unidos. Certamente uma decisão que demonstrou coragem e personalidade. O Sega Mark III foi então totalmente reformulado para entrar na residência dos norte-americanos e em outros países, rebatizado de Master System. Com uma cor preta e detalhes em vermelho, tinha um visual moderno e arrojado que realmente chamava a atenção de quem o via. olha só que bonitão o design ocidental do Master…

Confira entrevista com diretor de “The Revenge of Shinobi” e “Streets of Rage”

“The Revenge of Shinobi” e “Streets of Rage” são com certeza dois clássicos absolutos do Mega Drive, que além do console, compartilham outra coisa: o nome de Noriyoshi Ohba, que foi o diretor de ambos os jogos. Ele iniciou sua carreira de game designer em 1987 quando começou a trabalhar na Sega, sendo o seu primeiro trabalho o título “Wonder Boy in Monster Land” para o Master System. Mas o seu grande momento veio mesmo com “The Revenge of Shinobi” lançado em 1991 e introduzindo o ninja Joe Musashi no 16 Bits da Sega. Logo após começou outro projeto e em 1991 emplacou outro sucesso, “Streets of Rage” – ele dirigiu também as outras duas sequências. Ohba ainda trabalhou nos games “Clockwork Knight”, “Sakura Wars”, “Nights into Dreams”, “Skies of Arcadia” para Saturn/Dreamcast, entre outros, até deixar a Sega em 2004 e trabalhar em outras empresas até que em 2010 se…

Quem quer brincar de minigames põe o dedo aqui!

Nos anos oitenta não era exatamente fácil conseguir um videogame de mesa. O mundo não era “sem fronteiras” como hoje. Importar equipamentos eletrônicos não era um trabalho nem fácil e nem barato, assim sendo um console era algo que não era acessível a todo mundo. Sendo também uma época em que a tecnologia por si só além de não ser algo barato e acessível não era tão evoluída, não tínhamos as facilidades de consoles portáteis e afins – o Game Boy além de caro, só podia ser importado e o Game Gear só chegaria ao mercado nacional em 1991. Para atender a demanda de pessoas ávidas a se tornarem gamers e sem o poder aquisitivo para comprar um console, surgiram nesse período os famosos “minigames”, opções portáteis e baratas para quem queria adentrar na diversão do entretenimento eletrônico. Aqui no Brasil o usual era encontrar minigames vindos diretamente do Paraguai,…

Carmen Sandiego – A maior ladra dos videogames no Master System e Mega Drive!

A franquia “Carmen Sandiego” surgiu pela primeira vez em meados dos anos 80 com o jogo para computadores “Where in the World is Carmen Sandiego?”, que também foi lançado para o Master System e Mega Drive pela Tectoy nos anos 90, com textos em português. Desenvolvido originalmente pela Broderbund Software (a mesma dos clássicos Karateka e Prince of Persia), a proposta era criar um jogo educativo e divertido para as crianças aprenderem geografia e as características de vários países. O título agradou público e crítica e durante os anos 80/90 ganhou várias edições diferentes, livros, histórias em quadrinhos, jogos de tabuleiro e uma série de desenho animado, que foi transmitida no Brasil alcançando grande popularidade entre os brasileiros. Inclusive o nome peculiar da personagem foi inspirado na lendária cantora e atriz Carmen Miranda e o sobrenome sendo uma junção do nome da cidade norte-americana “San Diego”.   Carmen Sandiego no…

Mônica no Castelo do Dragão – A primeira aventura da dentucinha no Master System!

Após o sucesso entre a parceria da Tectoy e os Estúdios Maurício de Souza para lançar a Estrelinha Mágica no Brasil (saiba mais dessa história), o próximo passo foi lançar um jogo estrelando uma personagem bem conhecida pelo público brasileiro: Mônica. A ideia de se fazer o jogo com a gordinha dentuça partiu da própria Tectoy, que levou a proposta para o Maurício de Souza que aceitou de imediato. O projeto era simples, ao invés de criar um título do zero, o que ia demandar mais tempo e trabalho, a empresa pegou o jogo “Wonder Boy in Monster Land” (lançado em 1987) e reprogramou alguns visuais e textos, autorizada pela Sega, e assim nasceu “Mônica no Castelo do Dragão”, lançado para o Master System em 1991. O game rapidamente se tornou um dos grandes sucessos na época e conquistou os fãs brasileiros – o jogo inclusive vinha acompanhado do Master System…

Golden Axe – O jogo onde a lei da espada e da força imperam!

Se a palavra “clássico” algum dia precisar de uma nova definição, então que essa seja “Golden Axe”. O clássico dos clássicos, o preferido de muitos jogadores veteranos e que marcou toda uma geração de gamers mundo afora. Lançado originalmente para arcades em 1989, foi desenvolvido pela mente do game designer Makoto Uchida, responsável também por outros títulos de sucesso da Sega como “Altered Beast”, “Alien Storm”, “Dynamite Cop”, entre outros. Foi no mesmo ano que o Mega Drive ganhou uma versão quase idêntica a do arcade, o que mostrava o poder do seu 16 Bits. Com fortes influências das histórias e filmes de “Conan: O Bárbaro”, o jogo apresenta um visual fantástico de fantasia medieval onde o jogador pode escolher entre três poderosos guerreiros para enfrentar os mais variados, e bizarros, tipos de inimigos míticos. Vamos conhecer mais sobre eles e o game? A Lei da Espada e da Força…

Chuck Norris estrelando “Streets of Rage”? Quase isso! Conheça esta incrível história

“Streets of Rage” (ou Bare Knuckle, como é mais conhecido no Japão), é um dos maiores clássicos dos games de pancadaria 2D, os famosos beat’m up, que foi lançado em 1991 para o Mega Drive para concorrer com o também clássico “Final Fight“, lançado nos arcades pela Capcom em 1989 e exclusivamente no Super Nintendo no ano seguinte. O sucesso foi gigantesco e SoR ganhou mais duas excelentes sequências, ainda na época dos 16 Bits, e infelizmente desde então a série ficou esquecida nos arquivos da Sega. Mas agora, graças ao livro “Sega Mega Drive/Genesis: Collected Works” , novas histórias sobre o desenvolvimento e criação do primeiro jogo apareceram na internet, depois de mais de 20 anos do seu surgimento. Vem conosco e confira curiosidades sobre o início desse jogo inesquecível. projeto de SoR, então batizado de D-Swat Conceitos Tudo começou no início dos anos 90 com a contratação do…

Confira 10 jogos do Mega Drive para se jogar no Dia das Bruxas

Dia 31 de outubro, o Dia das Bruxas, ou Halloween como é mais conhecido nos EUA, é um evento tradicional e cultural dos países de origem inglesa, mas que graças à globalização, vem crescendo aos poucos aqui no Brasil. Podemos não ter as casas enfeitadas, as festas à fantasia super produzidas ou mesmo sair pelas ruas com a famosa frase “gostosuras ou travessuras“, mas de uma coisa gostamos tanto quanto os estrangeiros: jogos de terror! E para comemorar o dia do coisa-ruim-tinhoso, do gato preto e das bruxas que estão soltas, fizemos um Top 10 com uma lista de jogos assustadores do Mega Drive para você conhecer ou relembrar. O 16 Bits da Sega possui uma boa biblioteca de jogos de terror, já que era um console que dava grande liberdade para as desenvolvedoras e não tinha muitas censuras, ao contrário dos rivais. Era o videogame que mais pingava sangue!…

15 jogos imperdíveis do Mega Drive que todo retrogamer deveria “dar uma olhada”

O Mega Drive é um console com tantos jogos clássicos e inesquecíveis que fazer uma seleção é tarefa árdua. Afinal, se fôssemos colocar todos os games que alcançaram o status de “clássico”, é capaz da lista passar dos 200 títulos, e isto não seria um exagero. O mesmo vale para essa lista, inicialmente me propus a fazer com 10 jogos, porém decidi expandir para 15 por sempre vir aquele pensamento de “não, este aqui não podia ficar de fora!”. PS: Não estão em ordem de importância 15 – Street of Rage II (1993 – SEGA) O game ganhou fama com seu estilo de pancadaria em cenários urbanos, gritos com vozes roucas, e uma das melhores trilhas sonoras do Mega Drive graças ao inquestionável talento de Yuzo Koshiro. Dos três, o segundo é considerado o melhor pela maioria, sendo uma espécie de releitura turbinada do primeiro título. Excelentes gráficos,  bom ritmo entre as fases…